Início » Profissões na área de exatas que talvez você não conheça
Profissões na área de exatas

Profissões na área de exatas que talvez você não conheça

Neste post vamos falar sobre profissões na área de exatas que talvez você não conheça. Além do mais, a área de exatas possui um universo de possibilidades. Para quem trabalha com exatas, os cálculos, números, dados e problemas matemáticos são comuns e fazem parte do dia a dia. Ademais, a área de exatas exige muito raciocínio dos profissionais.

No entanto, os cálculos não ficam de fora dessa rotina de trabalho. Logo, por ser algo que exige bastante do intelecto dos profissionais, os trabalhos de exatas são bem remunerados e valorizados no mercado. Bem como, há um leque de oportunidades em diferentes segmentos da área. Logo, o profissional tem a opção de se especializar e de escolher entre os diversos caminhos da profissão.

Logo, neste post você ficará por dentro de algumas profissões na área de exatas que talvez você não conheça. Além do mais, o profissional de exatas pode trabalhar com projetos voltados para a vida urbana, quanto para o meio ambiente com o objetivo de desenvolver tecnologias mais avançadas. Desse modo, veja algumas profissões exatas a seguir e se surpreenda.

O que é a ciência de exatas?

Quando alguém fala sobre ciências exatas é comum passar por nossa cabeça assuntos como cálculos, números e a busca por resoluções de problemas. E esse pensamento não está errado. Além do mais, as ciências exatas atuam com o raciocínio lógico e a resolução de problemas matemáticos. Desse modo, cálculos é o que não falta, estando presentes em todas as áreas de conhecimento das exatas.

Além do mais, a área exige predições precisas que são realizadas a partir de fórmulas e métodos inflexíveis. Desse modo, para isso é utilizado análises para identificar o comportamento e conseguir criar hipóteses sobre os possíveis acontecimentos futuros. Além do mais, essa ciência é composta por 8 campos de estudos.

Os campos de estudo da área de exatas são matemática, física, ciência da computação, química, probabilidade e estatística, oceanografia, astronomia e geociências. Cada área possui as suas próprias características, porém todas elas têm em comum o uso da ciências exatas para realizar análises e explicar fenômenos e compreender como cada item se comporta.

Veja sobre profissões na área de exatas que talvez você não conheça

Bom, como você já sabe, são muitas as áreas de exatas, e consequentemente o campo de atuação dos profissionais é amplo. Bem como, não seria diferente. Além do mais, a ciência está presente em 8 campos de estudos com o objetivo de realizar análises, prever comportamentos e explicar fenômenos. Desse modo, veja a seguir informações sobre profissões na área de exatas que talvez você não conheça.

Programador e desenvolvedor

Essa profissão está entre as carreiras da área de exatas mais promissoras e valorizadas. Além do mais, os programadores e desenvolvedores são profissionais que trabalham com códigos de programação. O programador, possui conhecimento específico para realizar a criação de softwares, aplicativos, sites, entre outros. Já o desenvolvedor é o responsável por ter ideias e desenvolver soluções.

Desse modo, para ser programador e desenvolvedor, os profissionais devem ser formados em cursos da área da tecnologia. Como ocorre na graduação de Ciências da Computação, Análise e Desenvolvimento de Sistemas e Engenharia da Computação. São profissões que necessitam de um conhecimento aprofundado sobre os sistemas computacionais e as linguagens de programação.

Com o avanço da tecnologia, o mercado digital passou a necessitar de profissionais capacitados. Desse modo, há uma grande carência de desenvolvedores e programadores no cenário do mercado digital atual. Desse modo, são profissões valorizadas em que o salário pode chegar a mais de R$10.000. Se você gosta das matérias de exatas e de tecnologia, essa profissão pode ser uma boa opção.

Analista e desenvolvedor de sistemas

O analista e desenvolvedor de sistemas atua na área de hardware e de softwares. Desse modo, com o seu conhecimento, ele realiza análises, desenvolve e implementa sistemas para diferentes tipos de segmentações. Além do mais, os analistas e desenvolvedores de sistemas podem ser responsáveis pela administração dos dados das empresas. Desse modo, realizando a organização destes.

Para atuar na profissão, é preciso realizar a formação no curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas. Uma das vantagens deste curso é que o tempo de graduação é menor quando comparado aos 4 ou até 5 anos de outras graduações. Desse modo, você pode terminar o curso entre 2 e 3 anos. Ademais, os analistas e desenvolvedores de sistemas recebem um salário em torno de R$5.800.

Engenheiro de produção

Entre as profissões na área de exatas está a de engenheiro de produção. O profissional desta área é responsável por administrar todos os processos empresariais. Ademais, tem como missão levar eficiência à produção. Logo, deve trabalhar com o objetivo de a empresa produzir mais e gastar menos.

Portanto, ele atua de forma que a empresa invista e utilize os recursos das diferentes áreas da forma mais eficiente e econômica possível. Desse modo, o engenheiro de produção não possui uma atuação focada em somente um setor da empresa. Logo, ele pode trabalhar realizando análises e monitorando as variáveis como prazo, produção e despesas do serviço ou produto.

Desse modo, para que o profissional se torne engenheiro de produção, ele deve realizar o curso de Engenharia de Produção que possui em média 5 anos. Portanto, com a graduação ele irá se preparar para o trabalho que exige conhecimento sobre administração e gestão de projetos. O salário varia em média em torno de R$7.736. No entanto, pode chegar a mais de R$15.000.

Engenheiro Físico

O engenheiro físico, a partir dos conhecimentos adquiridos na graduação atua no ramo de processos industriais e tecnológicos. Desse modo, o engenheiro físico utiliza os seus conhecimentos na física para realizar melhorias nesses processos. O seu trabalho é de grande importância. Além do mais, ele pode influenciar outras áreas de produção.

Durante a formação no curso de engenharia física, o futuro profissional terá em sua grade curricular inicial matérias comuns para todos os outros cursos de engenharia. No entanto, a tendência é as disciplinas irem aos poucos se aprofundando neste ramo.

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.