Início » 10 profissões em que mulheres ganham mais que homens
profissões em que mulheres ganham mais que homens

10 profissões em que mulheres ganham mais que homens

Que existe desigualdade salarial entre homens e mulheres não é novidade. Além do mais, em uma pesquisa realizada pelo IBGE, os homens recebem cerca 26% a mais do que as mulheres, tendo como responsabilidade o gênero. Desse modo, veja a seguir as 10 profissões em que mulheres ganham mais que homens.

Ademais, em 75% das 2.059 profissões presentes na Classificação Brasileira de Ocupações (CBO), os homens recebem salários maiores quando comparados aos das mulheres. Portanto, neste artigo você verá algumas das profissões em que o contrário ocorre. Uma comparação salarial foi realizada pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).

As áreas são as mais diversas possíveis, todas elas presentes nas profissões listadas pela CBO. Ademais, a pesquisa mostrou algumas diferenças gritantes. Em algumas profissões as mulheres recebem mais do que 100% a mais do que as pessoas do sexo masculino. Portanto, essa pesquisa descobriu alguns dados surpreendentes. Veja mais a seguir.

Como a pesquisa foi realizada para descobrir as 10 profissões em que mulheres ganham mais que homens

A pesquisa realizada pela Fipe foi feita seguindo alguns parâmetros. Foram listadas 10 profissões em que mulheres ganham mais que homens. Além disso, foram adicionados dados sobre a quantidade de homens e mulheres no Brasil que atuam em cada profissão, assim como o salário médio que cada um dos gêneros recebe.

Por fim, a estatística foi aplicada para identificar qual a diferença em porcentagem favorável para as mulheres em cada uma das profissões. Em algumas, a diferença foi tão grande que surpreendeu, como no caso das profissões de técnico em óptica e optometria. Nessas duas, os salários das mulheres chegaram a ser identificados como 67,4% maiores do que dos homens.

Além do mais, nas profissões em que o gênero feminino domina historicamente, também foi identificado uma porcentagem de salário a mais para as mulheres. No caso como nos empregos de babás, secretárias bilíngues e assistentes sociais. Nessas, as diferenças foram de até quase 25% de valores ganhos favoráveis pelas mulheres.

10 profissões em que mulheres ganham mais que homens

Quais são as 10 profissões em que mulheres ganham mais que homens? De acordo com pesquisas realizadas pela Fipe, as diferenças salariais favoráveis pelas mulheres variam em até 185,1%. Desse modo, veja algumas dessas profissões a seguir, assim como outros dados importantes para a realização da pesquisa:

10º posição

A profissão Músico Intérprete de Cantor indicou que a diferença salarial favorável às mulheres é de 29%. Ademais, há no Brasil cerca de 304 mulheres que exercem a profissão e 681 homens. Além do mais, enquanto os salários dos homens é em média de R$2.447,00, os das mulheres possuem a média de R$3.157,00.

9º posição

Na profissão Professor em línguas estrangeiras modernas, as mulheres recebem uma diferença salarial de 30,1%. Desse modo, enquanto o salário médio dos homens é de R$1.686,00, o das mulheres é em média de R$2.194. Ademais, no Brasil há cerca de 649 homens que exercem a profissão e 1.211 mulheres.

8º posição

O Professor de nível médio e educação infantil ocupa a 8º posição na categoria das 10 profissões em que mulheres ganham mais que homens. Nesta, as mulheres recebem uma diferença salarial favorável de 32,8%. Desse modo, enquanto os homens recebem R$2.285,00 exercendo a profissão, as mulheres recebem R$3.035.

7º posição

Na profissão de Professor de Enfermagem de curso superior, as mulheres recebem uma diferença salarial favorável de cerca de 34,7%. Portanto, enquanto o gênero feminino obtém por mês o saldo de R$6.870,00, o gênero masculino recebe R$5.100,00. Além do mais, no país há atualmente 3.016 mulheres que exercem a profissão e 796 homens.

6º posição

A profissão de Músico arranjador obteve uma diferença salarial favorável às mulheres de 56,7%. Desse modo, neste cenário, enquanto os homens recebem em média R$3.559,00, as mulheres recebem em média R$5.575. Além disso, há cerca de 1.099 homens que exercem a profissão e 297 mulheres.

5º posição

Chaveiro. De acordo com a pesquisa realizada pela Fipe, a diferença salarial favorável às mulheres é de 57,5% na profissão de chaveiro. Desse modo, enquanto os homens recebem R$1.354,00, as mulheres recebem em média R$2.133,00. No entanto, há bem mais homens que exercem a profissão, 2.735, do que mulheres, 206.

4º posição

De acordo com a pesquisa, a profissão de Porteiro de locais de diversão ocupa a 4º posição entre as 10 profissões em que mulheres ganham mais que homens. Além do mais, a diferença salarial favorável às mulheres é de 57,9%. Desse modo, as mulheres recebem em média cerca de R$2.446,00, enquanto os homens recebem em média R$1.549,00. Além disso, a diferença no número de trabalhadores na profissão de cada gênero é alta. Enquanto há 30.214 homens brasileiros que exercem a profissão, somente 6.598 mulheres trabalham como porteiro de locais de diversão.

3º posição

Na profissão de secretário bilíngue as mulheres possuem uma vantagem de diferença de salários de cerca de 67,4%. Desse modo, enquanto os homens recebem em média R$2.300,00 por mês, as pessoas do sexo feminino recebem em média R$3.849. Além do mais, o número de mulheres que exercem a profissão é de 7.148, enquanto o número de homens é de 1.531.

2º posição

Na profissão de Taquígrafo as mulheres possuem uma diferença favorável de salário de cerca de 184,1%. Desse modo, enquanto os 3.035 homens que exercem a profissão recebem em média R$1.762,00, as 2.049 mulheres recebem em média R$5.008,00.

1º posição

Em primeiro lugar ficou a profissão de Técnico em óptica e optometria. Desse modo, a diferença salarial favorável às mulheres alcançou 185,1%. Portanto, enquanto os homens recebem em média R$2.452,00, as mulheres que exercem a profissão recebem em média R$6.991,00. Ademais, a diferença entre homens e mulheres na profissão não é tão grande quanto a salarial, visto que há 2.122 homens que exercem e 3.602 mulheres.

Visto isso, as profissões em que as mulheres recebem salários possuem as mais diversas áreas de atuação. Tendo como o grande destaque a profissão de Técnico em óptica e optometria com a diferença salarial favorável às mulheres de 185,1%. Enquanto a 10º posição com a profissão de Músico Intérprete de Cantor obteve 29% de diferença salarial em favor das mulheres.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.