Início » 25 erros de português mais cometidos pelos brasileiros
erros de português mais cometidos

25 erros de português mais cometidos pelos brasileiros

Nesse post vamos falar sobre os 25 erros de português mais cometidos pelos brasileiros. Você sabe quais são eles? Para não entrar para o grupo dos brasileiros que cometem esses erros, ou até para sair dele, veja a seguir quais são eles. Além do mais, cometer erros de português pode passar uma imagem negativa dependendo do seu trabalho ou até da primeira impressão das pessoas quando você as conhece.

Ademais, escrever de forma correta pode te ajudar em provas ou no ambiente de trabalho, entre outros. Ainda, indica que você é um profissional que está bem preparado para as diferentes áreas do mercado. Portanto, chega de enrolação. Veja agora os 25 erros de português mais cometidos pelos brasileiros.

25 erros de português mais cometidos pelos brasileiros. Você comete algum deles?

1 Precisa-se ou precisam-se?

O correto é “precisa-se”. Portanto, o verbo deve estar sempre em 3º pessoa do singular quando ocorre a indeterminação do sujeito, que nesse caso é indicado pelo “se”.

2 Você ou Voçê?

Pode não parecer, mas esse erro é comum. Desse modo, para não errar mais, lembre-se sempre da regra do “ç”: ele só pode ser usado antes das vogais “a”, “o”, e “u”.

3 A ou Há?

Se você decorar essa regra, nunca mais terá dúvidas: “a” para o futuro, e “há” para o passado. Fácil, não é mesmo?

4 Ao encontro de ou De encontro a?

Se você quiser que o sentido seja de direção contrária, então use “de encontro a”. No entanto, se quiser que signifique na mesma direção, use “ao encontro de”.

5 Através de ou Por meio de

O “através de” passa a ideia de atravessar. “Por meio de” é como se quisesse dizer sobre a ferramenta que levou a algo.

Ex: Através da janela vi um pássaro. É por meio dela que sei quando o sol vai se pôr.

6 A princípio ou Em princípio

‘Em princípio” significa “em tese”. Já quando ocorre a utilização do “a princípio” significa que se está falando do tempo inicial, como inicialmente, primeiro, no começo, entre outros termos.

7 Senão ou Se não

Esse erro é muito comum. Quando uma pessoa diz “senão”, ela quer expressar o mesmo que “caso contrário”. No entanto, se é dito “se não”, é a imposição de uma condição.

8 Onde ou Aonde

Se você quer passar a ideia da localização de algo, use o “onde”. No entanto, o “aonde” pode ser usado no sentido de “para onde”.

9 À medida que ou Na medida em que

Use o termo “à medida que” quando quiser que sua frase tenha sentido de proporção. Já “na medida em que” use no sentido de porque, para explicar algo.

10 Mas ou Mais

Quem nunca cometeu esse erro? Portanto, não esqueça mais. Use “mas” para porém e “mais” para falar de quantidade ou intensidade.

Ex: “Tirei 10, mas eu não estudei para a prova”. “Quanto mais, melhor”.

11 Perca ou Perda

Esse é um pouco mais complicado de entender. Porém, não se preocupe. A palavra “perca” é usada para conjugar o verbo perder. Já a palavra “perda” é o ato de perder.

12 A fim ou Afim

Use “a fim” para finalidade e “afim” para semelhança.

Ex: “estou a fim de comer pastel”. “nossa escolha é afim”.

13 Tem ou Têm

Quando você estiver falando no plural, use “têm”. No entanto, se for no singular, use “tem”.

Ex: “ele tem uma bola”. “Eles têm mais brinquedos”

14 Assistir ao ou Assistir o

O “assistir ao” é usado quando se quer falar sobre ver algo. Já o termo “assistir o” quer dizer dar assistência.

Ex: “assisto ao filme em casa”. ” Assisto os meus irmãos nas tarefas”.

15 A nível de ou Em nível de

Caso o assunto seja sobre nivelar algo, use “a nível de”. No entanto, se o sentido for o mesmo que “em termos de”, use “em nível de”.

16 Chego ou Chegado

Geralmente, os verbos possuem mais de uma forma no particípio. Desse modo, é comum gerar esse tipo de dúvida. O correto é “chegado”. Ademais, “chego” é utilizado para conjugar o verbo chegar na 1º pessoa do singular.

17 Onde ou Em que

Ambos possuem o sentido de se referir a algum lugar. No entanto, o “em que” deve ser usado quando você não quer se referir a apenas um lugar.

Ex: “onde é a casa da Maria?”

“Sabe aquele filme que falei em que há vários dinossauros?”

18 Ratificar ou Retificar

Se você quer confirmar algo, use “ratificar”. No entanto, se deseja corrigir, use “retificar”.

19 Entre mim e você ou Entre eu e você

Há uma regra sobre preposições que é útil para que essas dúvidas não ocorram. Quando você usar uma preposição, nunca coloque após ela um pronome pessoal do caso reto (eu, tu). Desse modo, após as preposições você só deve colocar pronomes pessoais de caso oblíquo (mim, ti).

Ou seja, “entre mim e você” é o modo correto.

20 Meio ou Meia

Se você quer referir-se a pouco, então use a palavra “meio”. No entanto, se quiser falar sobre metade, use “meia”.

Ex: “Geografia é meio complicado”. “Em meia hora aprendi a matéria da prova de história”.

21 Mal ou Mau

Há uma regra bem fácil para essa dúvida. “Mal” é o contrário de bem, e “mau” é o contrário de bom.

Ex: “mal me quer, bem me quer”. “O lobo é mau”, ou seja, o lobo não é bom.

22 Deu ou Deram tantas horas

Então, os dois modos estão certos. No entanto, cada um deve ser usado de um jeito diferente.

ex: “deu uma hora” e “deram três horas”, ambos concordam com o número de horas.

23 Trás ou Traz

Use o “traz” quando quiser se referir a trazer. No entanto, use o “trás” para se referir a posições.

24 Em baixo ou Embaixo

Use “em baixo” para indicar algo que está em uma altura menor. No entanto, use “embaixo” se quiser dizer algo como “debaixo”.

Leia Mais: Curso de português gratuito e online

25 Eminente ou Iminente

Use “iminente” com o sentido de que algo que ameaça acontecer imediatamente. No entanto, use “eminente” com o sentido de excelente.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.